7.6.02

It is over. For a reason I cannot explain. It is over for a new beginning. For new feelings, new opportunities. I need to get out of here. I need to feel real.
And why the hell am I writing in english?

4.6.02

Por uns tempos, eu preciso colocar minhas coisas em ordem. Meus pensamentos, minhas ambições, minhas vontades. Então, pra resolver isso da melhor forma possível, eu vou parar de escrever. Vou parar de dizer coisas da minha vida aqui nesse espaço. Preciso parar de dizer pra começar a fazer. Por isso essa tristeza repentina ( as vezes me pergunto se é MESMO repentina ou se estava dentro de mim, o tempo todo).
Foi bom poder compartilhar coisas com alguns amigos da vida "real", alguns conhecidos da net, e alguns (poucos) desconhecidos.

Eu preciso me apaixonar, pela minha vida. E nada é definitivo, então se me der vontade volto aqui e coloco umas letrinhas pra algumas pessoas lerem.
Mas por enquanto não. Por enquanto, deixa eu lidar com minha vida, sem ter que divulgar certas coisas.

29.5.02

27.5.02

DisorderRating
Paranoid:Low
Schizoid:Low
Schizotypal:High
Antisocial:Low
Borderline:Low
Histrionic:Low
Narcissistic:High
Avoidant:Low
Dependent:Moderate
Obsessive-Compulsive:High

-- Click Here To Take The Test --


O que mais eu posso dizer? Eu não sei...
Fico aqui, contando meus dias, dizendo onde fui, com quem , e esqueço, que de repente isso não interessa mesmo à ninguém . É um pouco contraditório eu ter um blog, porque na "vida real" eu não costumo me abrir com facilidade, não me exponho tanto assim, como aqui. Já quis parar de escrever por diversas razões, já fui anônima, já mostrei as caras, já me apaixonei e me despaixonei pela idéia de ter um blog.
Me lembro que a primeira vez que ouvi falar de um blog, foi quando o meu amigo Lucio K, me mandou um link pr'aquela menina do sul a Viv's, que tinha o "Antropomórphica", e lá ela não só expunha fotos dos peitos dela (achei de uma coragem aquilo, não julguei essa atitude, os peitos são dela e ela mostra pra quem bem entender) como expunha suas idéias, seus ideais, sua maneira de pensar. Me atraí pela ousadia de ter uma coisa minha na net, que tivesse a minha cara, onde eu pudesse escrever o que eu quisesse, sem ter que me preocupar com críticas alheias.
Só que a coisa tomou proporções que eu não esperava. Conheci algumas pessoas através do blog, algumas pessoalmente, outras não, troquei idéias, me interessei pela vida de quem tinha blog ... ou seja, viciei mesmo. I'm an addict.
Mas infelizmente, eu tenho a impressão, que isso não vai durar muito tempo. Não tenho mais essa vontade de escrever aqui, como antes. Me pego escrevendo coisas que de vez em quando é só porque eu "tenho" que escrever. Existe esse espaço, ele é meu, mas se ficar sem escrever fica um vazio...eu deixo de "existir" de uma certa forma. Doido isso, não faz muito sentido dito assim, mas é como eu sinto. Sei que posso ficar 4, 5 dias sem escrever, mas vai ter uma hora em que eu vou me empolgar e venho colocar alguma coisa aqui. Isso tem sido um exercício maravilhoso pra mim. Só pelo fato de poder escrever uma coisa minha, já basta. Eu escrevia muito, demais quando era adolescente. Adorava as aulas de português do Bernardo, onde tínhamos um diário onde podíamos escrever qualquer coisa. Só ele lia, e mesmo sendo nosso professor, era um cara super sensível ( pisciano) , e podia ler aquilo tudo e não fazer julgamento nenhum. Meu gosto pela escrita livre começou ali. E continua aqui (não sei por quanto tempo).
Era isso que eu queria dizer há muito tempo e não conseguia.

24.5.02

Fotos novas no blog das fotos.
Quarta-feira conversei muito com a Babi, e depois fomos à Bunker. Drum and bass até umas 4 e meia da manhã, e eu exausta, pedindo arrêgo...
Do jeito que escrevo, parece que não faço porra nenhuma da vida. A verdade é que não faço agora , nessa fase estagnada. Sempre me virei, sempre trabalhei, mesmo não precisando, porque sim, eu moro na casa dos meus pais. Tenho meu quarto aqui, minha vida aqui, minhas coisas aqui. Mas vou refazer o currículo, vou meter as caras novamente, e vou conseguir alguma coisa interessante pra trabalhar. Vou sim, porque eu posso.

22.5.02

Eba...vou na Letras & Expressões encontrar minha amiguinha, conversar, conversar...e talvez ir na Bunker mais tarde.
Muitas fotos legais que eu acho, e acabo guardando ficam aqui.
Eu preciso de paz, e não sei o que posso fazer pra poder ter essa paz sonhada. Talvez seguir o que sinto seja a coisa mais sensata agora. Não sei mais ser quem eu era há alguns anos atrás, só sei ser eu agora, essa pessoa com milhares de falhas. Mas pelo menos eu sei quem eu sou. Ou estou bem próxima de saber. Acho que quanto mais próximo a gente fica dos nossos problemas, nossos defeitos, nossas angústias, mais perto estamos de nós mesmos.


Acordei agora. Me desculpa André, desculpa, desculpa, desculpa. A gente marca outro dia, tá? Não tava conseguindo levantar de jeito nenhum, e a tosse não parava...

Ainda bem que hoje faz friozinho ( tá... fresquinho vai) e chove... Almoço com my friend, pra colocarmos as conversas em dia. Só não sei ainda onde vamos almoçar.

21.5.02

Blogger embirutou de vez.
Tirou todo mundo do ar.
ô caceta.
Eu virei serviço despertador telefônico :)
Bom Dia André!!!!

( clipe novo do Moby "We Are All Made of Stars" agora na MTV)
Muito bom esse site: lost art. Ainda estou explorando. Catei no Furninha.

Vocês acreditam que tá saindo um sol? Pois é, nem eu.